Artigos

Conhecimento para crescer e inovar

Conhecimento para crescer e inovar

29
visualizações

Escola de Negócios substitui Centro de Treinamentos e amplia portfólio; novos espaços para cursos presenciais e EAD e trabalho baseado em atualidade, relevância e praticidade são as apostas para oferecer conhecimento em todos os níveis gerenciais

Diante da complexidade dos novos modelos de negócios e gestão, é grande a exigência por aprimoramento e desenvolvimento prático de habilidades e potencialidades. A Escola de Negócios da ACIM chega para substituir o Centro de Treinamentos na tarefa de capacitar os profissionais e incentivar o espírito de inovação e o empreendedorismo no mundo dos negócios.

Orientada à formação de lideranças, gestores e colaboradores, a escola é resultado de um processo de reestruturação, idealizado pela ACIM a partir do mapeamento de novas demandas. A diversidade de cursos abrange todo o universo de negócios e gestão, que vai além dos conteúdos operacionais, tais como administração, contabilidade e finanças.

“Queremos ampliar os horizontes melhorando habilidades e competências, e oferecendo ferramentas para a criação de soluções inovadoras e diferenciadas. Os cursos operacionais demandados pelas empresas continuam sendo ofertados. Só que agora a grade será incrementada com temas que nos permitem caminhar à frente e antecipar tendências”, explica o vice-presidente da ACIM José Carlos Barbieri.

A Escola de Negócios aposta em um modelo de ensino voltado ao aprendizado rápido, com professores renomados e discussão de cases reais. “A ideia é impactar pessoas com conteúdos práticos, atuais e relevantes”, resume Barbieri, acrescentando que a metodologia prioriza cursos rápidos. “Nossa preocupação é o impacto, não a carga horária”. 

Em média, serão ofertados entre 14 e 20 cursos mensais, com opções a partir de R$ 59. Também há possibilidade de treinamentos in company, voltados para atender às necessidades específicas de uma organização, com conteúdo personalizado e cronograma adequado à disponibilidade da empresa. “O nosso foco sempre será o associado, embora a Escola de Negócios esteja aberta a toda a sociedade interessada em adquirir conhecimento”, reforça o diretor.

Os cursos operacionais demandados pelas empresas continuam sendo ofertados. Só que a grade será incrementada com temas que nos permitem antecipar tendências
- José Carlos Barbieri

Modelo híbrido

Durante a pandemia do coronavírus, o mundo digital e a tecnologia mostraram o seu potencial e a tendência é que, na educação corporativa, serão exigidos novos formatos, metodologias e parcerias para dar mais sentido e agilidade ao processo de formação. 

A Escola de Negócios surgiu alinhada à ideia de modelo híbrido, que mescla atividades presenciais e virtuais. Os participantes podem escolher entre cursos presenciais, online/ao vivo e EAD. Na plataforma de Ensino a Distância são cerca de 1,2 mil títulos. 

Os cursos online, com transmissão em tempo real, são ofertados pela ferramenta Google Meet. Após a inscrição, o link da aula é enviado ao participante no primeiro dia do curso. “Esta é uma tendência que veio para ficar”, afirma o vice-presidente da ACIM.

Para aqueles que optarem pelo ensino presencial, a Escola de Negócios reserva uma experiência em ambientes modernos e inovadores. Os espaços físicos do antigo Centro de Treinamentos foram reformados e agora contam com suporte tecnológico, sem deixar de lado o conforto. “São salas modernas e acolhedoras”, diz Barbieri. 

Os frequentadores da Escola de Negócios também têm livre acesso à estrutura do Inovus, laboratório de inovação que utiliza a metodologia design sprint para testar ideias e/ou projetos em poucos dias. O ambiente físico conta com arquibancada e espaços de coworking.

Na vanguarda

Quando o consultor Adriano Cipriano iniciou a trajetória na ACIM, há quase duas décadas, o cenário era muito diferente. “Minha história com a ACIM é tão antiga que ministrei os primeiros treinamentos na sede da rua Neo Alves Martins”, recorda o especialista em Comunicação e Neurovendas.

De lá para cá, foram inúmeras as mudanças, a começar pelo endereço da Associação Comercial. Hoje a ‘casa do empreendedor’ maringaense fica em um prédio recém-reformado na rua Vereador Basílio Sautchuk.

Outro ponto relevante diz respeito às transformações no mercado corporativo. E é justamente para se adaptar a este novo cenário que a ACIM acaba de implantar a Escola de Negócios. Iniciativa que, segundo Cipriano, coloca a Associação na vanguarda quando o assunto é treinamento e desenvolvimento empresarial. 

“A sociedade e as formas de fazer negócios e interagir vêm sofrendo alterações importantes nos últimos anos, e a chegada da pandemia antecipou uma série de tendências. Ao estruturar a Escola de Negócios, a ACIM entrega o que é necessário para as pessoas e empresas, demonstrando uma perfeita sintonia entre aquilo que o mercado precisa”, afirma o consultor, em referência ao tripé atual, prático e relevante.

Para Cipriano, ao oferecer novos conhecimentos e práticas, a escola contribui para a melhoria na qualidade do empresariado e profissional maringaense. Ele também vê a possibilidade de impactos na economia local por meio da geração de novos negócios, postos de trabalho e renda.

Em relação à concorrência com empresas e consultorias de grandes centros – parcerias desejadas pela ACIM -, o consultor classifica como saudável. “Isso acaba promovendo uma melhoria nos consultores e instrutores maringaenses, que vão procurar se desenvolver para não ficar devendo nada para os ‘forasteiros’. No meu caso, posso dizer que será interessante, uma vez que também atuo com consultoria e treinamentos em grandes centros como Curitiba e São Paulo”.

Ao mudar os espaços e investir em tecnologia, a ACIM traz os treinamentos para uma linguagem atual e interativa com os alunos
- Adriano Cipriano

Embora tenha por hábito a atualização dos conteúdos, uma vez que o compromisso é entregar o melhor curso aos clientes e associados da ACIM, o consultor realizou ajustes para atender ao novo formato da Escola de Negócios. Sua área contempla cursos de Qualidade no Atendimento, Vendas, Neurovendas e Comunicação. 

Os novos espaços físicos também recebem elogios do consultor. Modernos, eles possibilitam ministrar treinamentos com a utilização de ações e dinâmicas que ajudam na fixação dos conteúdos. “Ao mudar os espaços e investir em tecnologia, a ACIM traz os treinamentos para uma linguagem atual e interativa com os alunos. Essa interatividade gera melhor compreensão dos temas trabalhados”, conclui.


Educação e inovação

‘Fazer para aprender’ em vez de ‘aprender para fazer’. Este pensamento tem norteado a atuação da AAA Inovação, desde 2017, na missão de transmitir educação e informação às cerca de 150 mil pessoas com quem ‘conversa’ mensalmente por meio da sua base de e-mail, mídias sociais, plataforma e eventos presenciais. São empreendedores, empresários e profissionais com sede por inovação e resultados.

“Lifelong learning é a expressão da nova educação. Não existe mais a opção de pararmos no tempo, pois as mudanças nos engolem, e rápido. A educação é talvez o principal fator transformador em nível global, mas as empresas e profissionais esquecem disso em suas trajetórias. Não existe a menor possibilidade de qualquer profissional que queira se manter no mercado não pensar em sua educação”, avalia o CEO da AAA Inovação, Lucas Lima. 

Neste cenário, a missão da AAA Inovação tem sido encontrar as maiores tendências, ler cenários, entender metodologias e práticas, para auxiliar profissionais e empresas a se desenvolver para que estejam à frente em seu mercado.

Ao se unir à Escola de Negócios da ACIM, a empresa assume o compromisso de ajudar a traduzir para os maringaenses a complexidade de um mundo em transformação, bem como tornar palpável e prático o ‘o que fazer’ neste processo, visando a mudanças comportamentais, tecnológicas e de mercado. Para tanto, aposta na autoridade do seu quadro de facilitadores e palestrantes e na profundidade com que abordam cada temática.

“A parceria é resultado de uma demanda dos associados e colaboradores por inovação e educação corporativa. Nossos propósitos são parecidos e buscam levar resultados relevantes para as empresas, de forma a gerar vantagem competitiva e escala para os empresários maringaenses”, afirma o CEO. 

A Escola de Negócios e a AAA Inovação também partilham da mesma opinião sobre o tripé atualidade, relevância e praticidade. “Muitas iniciativas de educação não conseguem abraçar os três. E é uma dificuldade conseguir saber o que é atual e permanecerá relevante. Nosso papel como organizações de educação é, inclusive, auxiliar na distinção entre sinal ou ruído ou, se preferir, entre o que é somente atual e o que é atual e relevante”.

Com sede em Curitiba, a AAA Inovação conta com 12 workshops principais, mais de 500 aulas em sua plataforma e pelo menos 15 temáticas de palestras. Todos os clientes são tratados de forma consultiva, por isso os conteúdos são desenvolvidos e adaptados às necessidades. 

Na Escola de Negócios não será diferente. Os formatos dos treinamentos serão feitos de acordo com o que melhor impactar o aluno, respeitando as medidas sanitárias e as restrições vigentes. Neste início, a ideia é tratar temáticas como Transformação digital, Nova Economia, A nova liderança, Métodos ágeis, Pensamento inovador e Cultura da inovação.


Rumo ao sucesso

A Speed Cursos é outra marca que traz seu know-how para a Escola de Negócios. Idealizada há quatro anos para transmitir conhecimento de forma rápida e eficaz, a metodologia da empresa especializada em cursos e treinamentos se encaixa no conceito da escola. 

“O intuito é adquirir conhecimento e já conseguir colocá-lo em prática. Por isso, precisamos de algo instantâneo e didático, que possa ser absorvido rapidamente e implementado no dia a dia”, explica empresário Carlos Nunes, idealizador da Speed Cursos ao lado do sócio Mateus Lippi.

Não à toa Nunes destaca os três pilares da Escola de Negócios – atualidade, relevância e praticidade – como fundamentais para a aquisição de conhecimento e desenvolvimento profissional. “Conteúdo por conteúdo se acha em qualquer lugar. Conteúdo que acrescenta e faz a diferença exige profissionais capacitados”.

Por isso, os treinamentos adquiridos ou licenciados para a plataforma da Speed têm como professores ou tutores profissionais que atendam a três critérios: domínio de conteúdo, domínio de palco e currículo. Os dois primeiros dizem respeito ao conhecimento e habilidade para repassar o conteúdo, enquanto o currículo está atrelado à trajetória. 

O grande diferencial da marca, de acordo com o empresário, é o sistema inteligente para identificar ‘gaps’ de competências. O sistema faz o mapeamento dos pontos positivos e negativos dos alunos e sugere outros treinamentos para melhorar e desenvolver habilidades.

O portfólio da empresa conta com cerca de 1,2 mil cursos de mais de 40 áreas focados, principalmente, em treinamento de vendas, gestão, liderança, logística, competências de RH e administrativo. Mas não é só isso. Lazer e entretenimento também estão entre as opções. Na Speed é possível, por exemplo, aprender como falar em público ou se tornar um churrasqueiro ou confeiteiro. 

“Nosso público é formado por pessoas que querem se aperfeiçoar, ter um currículo melhor e estão interessadas em alcançar o sucesso por meio do conhecimento. Quanto mais capacitados são o gestor e o colaborador, quanto mais entendem sobre produtos, técnicas de venda, gestão e liderança, maior retorno a empresa terá”, assegura o empresário.

Na condição de parceiro, Nunes acredita que a Escola de Negócios deve impactar o mercado maringaense de forma expressiva dada à metodologia escalável de treinamento, proporcionando conhecimento rápido e atualizado.

“Acreditamos na Escola de Negócios para levar o conhecimento e as estratégias certas para o mercado e para as empresas. É um conceito moderno colocado em prática por meio de uma plataforma didática e premium no setor de EAD. Sem falar nos ambientes físicos tecnológicos que estimulam o aprendizado”, conclui o empresário.