Artigos

Lojas cuidadas – e atrativas

Lojas cuidadas – e atrativas

88
visualizações

Para proporcionar um ambiente aconchegante e moderno, a Panificadora e Confeitaria Pão Quente, localizada na avenida Mandacaru, foi totalmente revitalizada em janeiro. No mercado desde 1985, o estabelecimento ganhou nova pintura, piso, iluminação, balcões, entre outros ajustes. O projeto foi feito pelas arquitetas Fernanda Yamamoto e Maíra Gonçalves.

Manter a panificadora cuidada sempre foi prioridade, segundo a empresária Maria de Lourdes Soares. “Há quatro anos investimos em um estacionamento próprio, há dois anos reformamos a fachada, além de termos feito melhorias internas. Mas neste ano decidimos investir em uma mudança maior: trocamos praticamente tudo, é uma nova padaria”, reforça.

Segundo a administradora do estabelecimento, Danielle dos Anjos, a revitalização trouxe benefícios não só para os clientes, mas para os funcionários, que encontram um ambiente agradável para trabalhar. “Sempre tivemos como prioridade servir os clientes com produtos de qualidade e um excelente atendimento, além de proporcionar aos funcionários um ambiente saudável de trabalho. Nossa missão não é só vender o ‘pão’, mas proporcionar memórias afetivas, servindo produtos que são feitos artesanalmente com dedicação e carinho, porque o que fica na memória são os momentos que partilhamos o pão com quem amamos”, reforça.

Além de compor o cenário da cidade, as fachadas, calçadas e vitrines são o cartão de visitas de um estabelecimento. O acesso comercial atrai a atenção do pedestre para que ele entre e consuma, segundo o arquiteto e urbanista Bruno Nunes.

“Uma fachada renovada beneficia o empreendedor por chamar a atenção do consumidor e por ser atrativa dentro da concorrência comercial, além de valorizar os eixos comerciais da cidade. Fachadas limpas, com visual clean valorizam não só a loja, mas todos os vizinhos, transformando aquele eixo em um ponto de atração para o público consumidor”, detalha.

Segundo ele, o primeiro passo para revitalizar uma loja é definir o público-alvo, o investimento financeiro e o que o empreendedor quer mostrar sobre o estabelecimento, além de buscar um profissional para fazer o projeto e o planejamento.

“É possível criar um conceito para essa revitalização alinhado ao orçamento e ao desejo do empreendedor para a loja. Muitas vezes pequenas alterações e a visão de um profissional são opções econômicas e criam grande impacto visual. Modificações como o aumento da vitrine para a loja se tornar mais atrativa e o investimento em um projeto de iluminação adequado para focalizar os pontos principais da loja são alterações econômicas e que causam grande impacto em projetos de revitalização”, acrescenta o arquiteto.

E um bom projeto de iluminação é peça-chave para tornar a loja mais atrativa. “Uma fachada atrativa, com um visual limpo e de fácil identificação aliada a um projeto de iluminação bem pensado para destacar os produtos de uma loja atraem a atenção do público”, enfatiza.

Na calçada, é possível inovar, por exemplo, com o uso de parklets, quando permitido pela prefeitura de Maringá. O uso de bancos e vegetação na fachada também cria atração visual. Nunes sugere que os empreendedores realizem pequenas reformas e alterações programadas de dois a três anos nos estabelecimentos. “A falta de atualização de um comércio ao longo dos anos acaba deixando o local descuidado visualmente. Essas pequenas reformas e alterações chamam a atenção do público e trazem interesse para o comércio”, finaliza.

Outros pontos simples, mas importantes fazem toda a diferença no visual da loja, como deixar as cores da fachada sempre vivas, cuidar da limpeza de vitrines, pisos, balcões, displays e prateleiras, além de manter pontos de higienização em toda a loja, principalmente em tempos de pandemia do novo coronavírus.

Campanha

Preservar o ambiente da loja física é tão importante quanto a variedade de itens para venda, a qualidade dos produtos e as formas de comunicação utilizadas. Tanto que a ACIM lançou a campanha ‘Comércio Bonito é Comércio Bem Cuidado’, que busca incentivar os empreendedores a revitalizar suas lojas. A campanha  está sendo divulgada em outdoor, redes sociais e pelo e-mail marketing da entidade. 

Além de agregar valor à marca e atrair clientes, manter o espaço físico cuidado contribui com a beleza da cidade. A organização da loja é parte fundamental para que os clientes e potenciais clientes encontrem os produtos e serviços ofertados.

Como a Associação Comercial é correspondente da Fomento Paraná, as micro e pequenas empresas encontram linhas de crédito para capital de giro e investimento, como reforma, ampliação, aquisição de equipamentos, entre outros. O valor do crédito é a partir de R$ 21 mil, com prazo máximo de 60 meses e carência de até 12 meses.

Mais informações pelo e-mail fomentoparana@acim.com.br ou WhatsApp (44) 99999-3415.

Outra opção de crédito para a revitalização do ambiente comercial é a Noroeste Garantias, entidade sem fins lucrativos que avaliza operações de crédito de micro e pequenos empreendedores. Com isso, os empreendedores que quiserem reformar a loja e melhorar a fachada contam com uma linha de crédito especial do Sicoob, com taxa de 0,55% mais CDI, em operações com o aval da Noroeste - o prazo é de até 48 meses. A operação deve ter valor máximo de R$ 50 mil e é preciso enviar orçamento ou projeto no valor total da obra. Para acessar o crédito, é necessário apresentar os documentos que constam em www.noroestegarantias.com.br, agendar uma visita pelo telefone (44) 3023-2283 ou com os consultores da ACIM.