Artigos

Maringá na Times Square

Maringá na Times Square

50
visualizações

Saldo da balança comercial 

Maringá finalizou 2020 com saldo de US$ 2,03 bilhões na balança comercial, aumento de 16,6% na comparação com 2019. As exportações somaram US$ 2,31 bilhões, alta de 13,8 %, e as importações totalizaram US$ 278,84, queda de 3,5%. Com o resultado, Maringá consolida a segunda posição no ranking de maiores exportadores do Paraná e nono lugar no Brasil. Já no ranking das importações a cidade ficou em oitavo lugar no Paraná e 109º lugar no ranking brasileiro. No país, o superavit foi de US$ 50,99 bilhões, crescimento de 7% em relação a 2019. A fonte é o Instituto Mercosul, com dados da Secretaria Especial de Comércio Exterior e Assuntos Internacionais.

Maringá na Times Square 

Em 12 de dezembro Maringá foi parar na Times Square, em Nova York. Isso porque para homenagear os micro e pequenos empreendedores, a Stone divulgou o nome de 219 cidades brasileiras nos painéis digitais da Nasdaq.  “Escolhemos a maioria das cidades que não é capital, mas são municípios tão importantes quanto para estampar a ação e reforçar a mensagem que toda cidade tem sua parte de contribuição no PIB brasileiro”, conta a head de marketing e relações com clientes da Stone, Alessandra Ginger. A Stone é uma empresa de tecnologia financeira que oferece plataforma de soluções de venda e gestão.


Projeto de Oscar Niemeyer 

Um projeto da década de 80 do arquiteto Oscar Niemeyer será resgatado pela prefeitura. É o ‘Ágora’, que será usado para construir o novo Centro Cultural de Maringá, ao lado do Terminal Urbano. O projeto ocupa o quadrilátero das avenidas Herval, Duque de Caxias, João Paulino Vieira Filho e Joubert de Carvalho, e deve contemplar o rebaixamento da linha férrea e a nova estação ferroviária, praça, área residencial e outros espaços para lazer. Com R$ 25 milhões viabilizados pelo deputado Ricardo Barros, o projeto de sete mil metros quadrados está sendo iniciado. Originalmente a obra, que lembra um livro aberto, seria instalada ao lado da avenida Duque de Caxias. Será o segundo projeto paranaense do renomado arquiteto – o outro é o Museu Oscar Niemeyer (MON), em Curitiba/PR.

Cocamar fatura R$ 6,9 bi 

No último ano o faturamento da Cocamar, a maior empresa maringaense, chegou a R$ 6,9 bilhões, quase 50% mais do que os R$ 4,6 bi de 2019. “Tivemos um ano de demanda forte por insumos e bons preços de commodities”, diz o presidente executivo Divanir Higino. Para este ano a expectativa é que o faturamento chegue a R$ 8 bilhões. Depois de uma quebra de safra em 2018/19 e perda de faturamento de R$ 600 milhões, quando a colheita de soja no Paraná caiu 16%, o ciclo 2019/20 foi de reaceleração. As entregas de soja alcançaram 1,5 milhão de tonelada na última temporada e, se tudo correr bem em relação às chuvas previstas para janeiro e fevereiro, devem chegar a 1,8 milhão em 2020/21. Para acompanhar o crescimento da produção de grãos dos 15,3 mil cooperados e a venda de insumos – responsável por 25% do faturamento em 2020 –, a Cocamar investirá R$ 300 milhões até 2025 em lojas de produtos agropecuários e estruturas de armazenagem. Assim, a capacidade de armazenagem aumentará de 1,7 milhão para 2,4 milhões de toneladas até 2025. Atualmente com 87 unidades de recebimento de grãos, a cooperativa prevê abrir até mais dez em cinco anos. Na área industrial a previsão é investir R$ 1 bilhão até 2025. A primeira fábrica a sair do papel, neste ano, será a de biodiesel, em Maringá, para produzir 100 mil toneladas por ano – serão investidos R$ 40 milhões. 

Vacinação contra coronavírus

Maringá deu início, em 19 de janeiro, à vacinação contra o coronavírus. A primeira pessoa a receber o imunizante foi a técnica de enfermagem Ana Paula de Oliveira Machado, que trabalha no Hospital Municipal, na linha de frente da pandemia, e perdeu o pai vítima da doença. As primeiras doses do imunizante Coronavac, produzidos por um laboratório chinês em parceria com o Instituto Butantan, serão destinadas a 5.185 profissionais da saúde da linha de frente, idosos e trabalhadores das instituições de longa permanência para idosos. O Plano de Vacinação da Secretaria de Saúde de Maringá segue o documento elaborado pelo governo federal e será dividido em cinco fases. A segunda fase será voltada para maiores de 60 anos, a terceira será destinada a pessoas com comorbidades. Já a quarta fase será para pessoas em situação de rua, serviço funerário, trabalhadores de força de segurança e salvamento, educacionais, da assistência social, do transporte e do sistema prisional e população privada de liberdade. E, por fim, será voltada para quem tem menos de 60 anos.

Expoingá em outubro 

A Sociedade Rural de Maringá (SRM) agendou a Expoingá para 7 a  17 de outubro. Tradicionalmente realizado em maio, o evento teve a data alterada em virtude da pandemia. No comunicado enviado à imprensa, a entidade diz que “esta decisão se dá como demonstração de otimismo e confiança de que muito em breve estaremos superando essa pandemia e pela preservação da saúde, segurança e bem-estar dos nossos associados, parceiros, patrocinadores, expositores, autoridades, colaboradores e público em geral”. Esta será a 48ª edição do evento, que acontece no Parque de Exposições, em Maringá.