Artigos

Unidade aérea do Samu oferece transfusão de sangue

Unidade aérea do Samu oferece transfusão de sangue

411
visualizações

Em uma iniciativa pioneira no Brasil, a unidade aérea do Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu) de Maringá realiza transfusão de sangue em vítimas no local da ocorrência - o serviço está disponível desde meados de outubro. Nos últimos seis meses mais de 50% das vítimas atendidas sofreram acidentes graves e poderiam ser enquadradas no protocolo de transfusão de sangue no local da ocorrência. “Antes, era necessário levar o paciente até o hospital, o que poderia durar até 60 minutos. Agora conseguimos atender até dentro das ferragens de um carro, se for o caso”, conta o coordenador do Samu Norte Novo, Maurício Caetano. Segundo o coordenador médico das operações aéreas, Maurício Lemos, os estudos mostram que a transfusão rápida de sangue nos casos de hemorragia representa menos tempo de internação na Unidade de Terapia Intensiva (UTI), maior sobrevida dos pacientes e menor possibilidade de sequelas. Em Maringá é adotado o padrão europeu, com transfusão de concentrado de hemácias de sangue tipo O negativo.

Na base aérea do aeroporto de Maringá foi montada a sala de hemocomponentes, onde a bolsa de sangue fica armazenada. O processo conta com caixa para transporte, capaz de manter o sangue em temperatura de 2° a 6°C. Todos os pacientes são transportados para a mesma unidade hospitalar, o Hospital Universitário (HU), da Universidade Estadual de Maringá (UEM). As bolsas não utilizadas serão devolvidas ao Hemocentro Regional de Maringá às quartas-feiras. O material não será descartado, já que os hemocomponentes seguem dentro do prazo de validade e poderão ser utilizados em outros pacientes.

Sicoob adquire NFTs de preservação ambiental

O Sicoob Metropolitano, cooperativa com sede em Maringá, é a primeira instituição financeira brasileira a adquirir NFTs que representam terrenos de preservação ambiental. A ação faz parte de uma iniciativa da Preservaland, startup fundada nos Estados Unidos por empresários brasileiros que têm a meta de preservar até 5 milhões de hectares de área florestal até 2024.

A área adquirida pelo Sicoob Metropolitano corresponde a um hectare de Mata Atlântica e fica no Parque Nacional da Serra da Bocaina, localizado entre os estados de São Paulo e Rio de Janeiro - em 2019, o espaço se tornou Patrimônio Cultural e Mundial pela Organização das Nações Unidas para a Educação, Ciência e Cultura (Unesco).

No Brasil, os imóveis rurais são obrigados a destinar parte do terreno para a Reserva Legal. A área adquirida pelo Sicoob é chamada de floresta excedente, que é excedente à Reserva Legal, e poderá ser monitorada por imagens de satélite transmitidas em tempo real.

Para IstoÉ, Cocamar é a melhor cooperativa do Brasil

A Cocamar Cooperativa Agroindustrial foi eleita pelo segundo ano seguido, pela Revista IstoÉ Dinheiro, a melhor cooperativa agropecuária do Brasil. Na reportagem intitulada ‘A força do sucesso coletivo’, de outubro, a revista ressalta que a “Cocamar aposta em gestão estruturada, transparente e tecnológica para garantir crescimento de 12,5% em 2022 apesar de altas nos custos e perdas com quebra de safra”. 

A cooperativa conta com mais de 16,5 mil produtores cooperados em que todos são donos e têm poder de decisão. Além do parque industrial em Maringá, atua com 112 unidades de atendimento no Paraná, São Paulo e Mato Grosso do Sul. 

Em 2021, a Cocamar faturou R$ 9,63 bilhões, número que deverá crescer para R$ 11 bilhões neste ano.


Cápsula do tempo da Catedral será aberta em 2071 


Em 2071, quando iniciar o jubileu de comemoração dos cem anos da Catedral de Maringá, será aberta a cápsula do tempo depositada em 12 de outubro deste ano – o centenário será completado em 2072. A cápsula fica no átrio da basílica e contém a réplica de um dos sinos da Catedral; um exemplar do livro ‘Nas alturas’, que conta a história da Paróquia Catedral de Maringá, escrito pelos jornalistas Everton Barbosa e Rogério Recco; materiais produzidos por ocasião do jubileu, como brasão e hino; exemplares de jornais e revista; carta do arcebispo de Maringá Dom Severino para os maringaenses; entre outros materiais.


Novos negócios em Maringá

A rede Outback Steakhouse anuncia a inauguração em Maringá em 2023. Será a quarta unidade da marca no Paraná, que já conta com unidades em Curitiba e Londrina. O contrato foi assinado para a abertura no Shopping Catuaí, em um espaço de 500 metros quadrados.

Com cortes de carne especiais, aperitivos icônicos como a Bloomin’ Onion (cebola gigante dourada em formato de flor), as famosas costelas e a caneca de chope congelada, o Outback é inspirado no lifestyle australiano – o restaurante traz para suas unidades vários aspectos desta cultura, como tradições, esporte, lazer, paisagens e pontos turísticos.

Em 2022 o investimento da rede foi de R$ 75 milhões para a inauguração de 16 unidades no país. O Outback Steakhouse pertence ao grupo Bloomin’ Brands e possui 139 restaurantes no Brasil, distribuídos em 53 cidades. No exterior, está presente em 23 países.

Outra novidade é a primeira franquia do Bar do Urso da região Sul do país que fica na avenida Herval, 3.286, no Jardim Copacabana. Inaugurado no final de agosto, o empreendimento da cervejaria Colorado tem 300 metros quadrados, conta com 26 colaboradores e capacidade para 125 pessoas. Além de torneiras de chopes, há entradas, porções e pratos. O estabelecimento funciona de terça-feira a sábado a partir das 17h e aos domingos, a partir das 15h. Segundo a franqueadora, o investimento varia de R$ 230 mil a R$ 480 mil, com taxa de retorno entre 24 e 36 meses.