Artigos

Elogiado, projeto Jovens Empreendedores terá nova edição

Elogiado, projeto Jovens Empreendedores terá nova edição

54
visualizações
Primeira turma teve módulos ministrados por especialistas e visitas técnicas

Quando o filho mais novo de Jeane Nogaroli manifestou interesse em participar do projeto Jovens Empreendedores, ela não apenas atendeu ao pedido de João Paulo, como o incentivou. “Venho de uma família que tem no empreendedorismo um de seus alicerces e, por isso, acredito que esse é um dos melhores caminhos para uma pessoa dar forma a ideias, contribuir para a criação de produtos e serviços, gerar empregos e desenvolvimento econômico, além da realização profissional e financeira, experimentando o sentimento de utilidade, tão importante para o ser humano”, diz Jeane, que é fundadora do Grupo Nogaroli e presidente da Cooper Card.
Realizado pela Escola de Negócios da ACIM, o projeto é voltado a adolescentes de 14 a 18 anos, e aconteceu entre setembro e novembro, dividido em nove módulos ministrados por especialistas, como comunicação, capitalismo consciente e propósito, educação financeira e marketing digital. Também foram realizadas visitas técnicas a ambientes de inovação. A palestra de abertura coube a um jovem que tem muito a inspirar: Davi Braga. Com apenas 13 anos, ele criou uma startup de venda de materiais escolares que foi vendida por R$ 600 mil quando o jovem tinha 18 anos.
A palestra de Braga foi tão inspiradora que enfatizou a relevância do projeto para Jeane, levando a empresária a convencer o filho mais velho, Victor, a também participar do projeto. “Meu objetivo era que eles abrissem a mente para o universo do empreendedorismo, recebendo conteúdos qualificados e conhecendo pessoas com os mesmos objetivos dentro de um ambiente inspirador”, relata. 
Quem também participou foi Rodrigo Gava Ferraz, de 16 anos, aconselhado pelo pai, Carlos, que é diretor da FA Maringá. “Na minha idade não há muito incentivo ao empreendedorismo e desenvolvimento pessoal, então, quando há uma oportunidade, é preciso agarrar. A minha expectativa era sair melhor do que entrei, e foi o que aconteceu, estou analisando o mundo de forma diferente agora”, relata. 
Os Jovens Empreendedores tiveram patrocínio da UniFCV. “O projeto está de acordo com o que acreditamos: para formar empreendedores, temos que orientá-los desde a adolescência. Podemos transformar o mundo por meio da educação, e temos que começar com os jovens que têm visão empreendedora ou são filhos de empresários e se prepararão para assumir o negócio dos pais”, explica o reitor José Carlos Barbieri.
Cinco alunos do Colégio Axia, que faz parte do grupo UniFCV, participaram. “Eles não imaginavam que poderiam desde cedo entrar na formação focando na sucessão familiar. Todos ficaram agradecidos pela oportunidade”, relata. A próxima edição dos Jovens Empreendedores deve acontecer em fevereiro do ano que vem.